A paixão do índice e a má consciência antropológica (Viveiros de Castro 2012)


OBS.: Este post é a transcrição de parte da resposta de Eduardo Viveiros de Castro a uma questão do público durante a mesa de abertura (Modos de Existência) do evento Informação, tecnicidade, individuação: a urgência do pensamento de Gilbert Simondon, ocorrido no IFCH/Unicamp entre 2 e 4 de abril de 2012.

Uma coisa que chama a atenção, muito na antropologia contemporânea, é a súbita paixão que os antropólogos têm agora dentro daquelas três categorias clássicas do signo do Peirce: o índice, o ícone e o símbolo. O índice se tornou uma categoria extremamente sexy. Por quê? Porque ela resolve, digamos, a priori, o problema da relação entre a causalidade material e a significação, visto que o abismo entre a linguagem e o mundo é comodamente resolvido pelo fato de que o signo é produzido pela coisa. O fogo produz a fumaça, então: voilá. Mas Peirce diz que há um resíduo simbólico que é impossível tirar, porque tem muitas coisas que o fogo produz que não são signos de fogo, e tem muitas fumaças que não são produzidas pelo fogo. Portanto, existe um irredutível qualquer aí que temos que resolver. E isso é um problema pra antropologia, porque hoje a semiótica tem que ser material. A materialidade se tornou um novo ideal. Então, o índice se tornou o modelo do signo, o símbolo do signo. O que vai nessa direção de uma tentativa de obturar, de transpor esse abismo – que nós criamos e que, para os índios, não é um abismo. Nós agora estamos tentando refazer os passos, mas já com essa “inocência” perdida que coloca uma série de problemas de má fé, de má consciência. Então, se existe uma coisa que o antropólogo tem é a má consciência como sua sombra.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s