Do modo de existência dos objetos técnicos (Simondon 1958)

MEOT capaTradução de Du mode d’existence des objets techniques (Gilbert Simondon, Paris: Aubier, 2008 [1958]), por Pedro Peixoto Ferreira (tradução) e Christian Pierre Kasper (revisão). Paginação original e notas dos tradutores (NT) entre colchetes. Notas de rodapé são indicadas no corpo do texto com número entre parênteses e exibidas, em parágrafo separado (logo após o parágrafo no qual elas ocorrem), entre colchetes e em tamanho de fonte menor.

Segue abaixo a tradução do sumário da obra, com links para as partes já traduzidas.

* * *

SUMÁRIO

Prefácio de John-Hart

INTRODUÇÃO

PRIMEIRA PARTE

GÊNESE E EVOLUÇÃO DOS OBJETOS TÉCNICOS

CAPÍTULO I – Gênese do objeto técnico: o processo de concretização
I. Objeto técnico abstrato e objeto técnico concreto
II. Condições da evolução técnica
III. Ritmo do progresso técnico: aperfeiçoamento contínuo e menor, aperfeiçoamento descontínuo e maior
IV. Origens absolutas de uma linhagem técnica

CAPÍTULO II – Evolução da realidade técnica; elementos, indivíduo, conjunto
I. Hipertelia e auto-condicionamento na evolução técnica
II. A invenção técnica: fundo e forma no vivente e no pensamento inventivo
III. A individuação técnica
IV. Encadeamentos evolutivos e conservação da tecnicidade. Lei do relaxamento
V. Tecnicidade e evolução das técnicas; a tecnicidade como instrumento da evolução técnica

SEGUNDA PARTE

O HOMEM E O OBJETO TÉCNICO

CAPÍTULO I – Os dois modos fundamentais de relação do homem com o dado técnico
I. Maioridade e minoridade social das técnicas
II. Técnica aprendida pela criança e técnica pensada pelo adulto
III. Natureza comum das técnicas menores e das técnicas maiores. Significação do enciclopedismo
IV. Necessidade de uma síntese ao nível da educação entre o modo maior e o modo menor de acesso às técnicas

CAPÍTULO II – Função reguladora da cultura na relação entre o homem e o mundo dos objetos técnicos. Problemas atuais
I. As diferentes modalidades da noção de progresso
II. Crítica da relação do homem e do objeto técnico tal como apresentada pela noção de progresso proveniente da termodinâmica e da energética. Recurso à teoria da informação
III. Limites da noção tecnológica de informação para dar conta da relação do homem e do objeto técnico. A margem de indeterminação nos indivíduos técnicos. O automatismo
IV. O pensamento filosófico deve operar a integração da realidade técnica com a cultura universal, fundando uma tecnologia

TERCEIRA PARTE

ESSÊNCIA DA TECNICIDADE

CAPÍTULO I – Gênese da tecnicidade
I. A noção de fase aplicada ao devir: a tecnicidade como fase
II. A defasagem da unidade mágica primitiva
III. A divergência do pensamento técnico e do pensamento religioso

CAPÍTULO II – Relações entre o pensamento técnico e as outras espécies de pensamento
I. Pensamento técnico e pensamento estético
II. Pensamento técnico, pensamento teórico, pensamento prático

CAPÍTULO III – Pensamento técnico e pensamento filosófico

CONCLUSÃO

LÉXICO DE TERMOS TÉCNICOS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Pósfacio

*  *  *

[NT: Dedicações e agradecimentos de G. Simondon]

[6] Eu dedico este livro à Sra. Garyfallia Maria F. Antono-Poulou, minha antiga aluna de psicologia em Paris.

Agradeço meus antigos professores, senhores André Bernard, Jean Lacroix, Georges Gusdorf e Jean-T. Desanti.

Por fim, exprimo minha gratidão aos meus antigos colegas André Doazan e Mikel Dufrenne, que me ajudaram no momento de minha defesa em Paris.

[7] Agradeço particularmente ao Sr. Dufrenne pelos encorajamentos repetidos que ele me prodigalizou, pelos conselhos que ele me deu e pela simpatia atuante da qual ele deu prova durante a redação deste estudo.

Sr. Canguilhem gentilmente me permitiu consultar documentos na biblioteca do Instituto de história das Ciências e me emprestou obras alemãs raras de sua biblioteca pessoal. Além disso, Sr. Canguilhem, por suas observações, me permitiu encontrar a forma definitiva deste trabalho: a terceira parte deve muito às suas sugestões. Exprimo aqui publicamente meu reconhecimento por tamanha e firme generosidade.

Anúncios

Uma resposta para “Do modo de existência dos objetos técnicos (Simondon 1958)

  1. como faço para adquirir o livro do Simondon?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s